top of page
fundo.jpg

História do LEO Clube

Como tudo começou...

A história do LEO Clube começou com Jim Graver, treinador do time de baseball da Abington High School, em Glenside na Pensilvânia, Estados Unidos. Jim Graver, juntamente com William Ernst, ambos associados do Lions Clube de Glenside, falavam em iniciar um clube de serviço para estudantes do segundo grau. Eles, então, pediram apoio dos demais associados, e sem hesitar, o Lions Clube de Glenside concordou que um grupo de jovens seria uma boa ideia para propagar os ideais propostos por Melvin Jones, fundador de Lions Clubs International.

logo_1.webp

Juntos, 9 meninos do segundo ano, calouros e veteranos, se juntaram ao grupo de 26 jogadores de baseball, onde pelo qual formaram o primeiro LEO Clube no mundo. Em 5 de dezembro de 1957, foi oficialmente concedida uma carta constitutiva ao LEO Clube da Abington High School. Jim Graver e William Ernst, os principais responsáveis pela organização do clube, tornaram-se os primeiros conselheiros LEO, juntamente com Frank Sauter e G. Donn Teal, que atuaram como conselheiros acadêmicos.

Como o primeiro LEO Clube do mundo, o grupo criou o acrônimo LEO - Liderança, Igualdade e Oportunidade - Leadership, Equality, Opportunity. Mais tarde, o lema Igualdade foi alterado para Experiência - Experience. As cores vermelho escuro e dourado foram escolhidas como as cores do LEO Clube, mantendo o padrão de cores da escola.

Em 1964 já havia 27 LEO Clubes na Pensilvânia e um em Nova Iorque. E finalmente, em outubro de 1967, a diretoria de Lions Clubs International adotou o LEO Clube como programa oficial da associação, aberto a ambos os sexos, com o objetivo de oferecer aos jovens do mundo uma oportunidade de desenvolvimento e contribuição, individual e coletiva, como membros responsáveis da comunidade local, nacional e internacional.

mundo_leo_logo.webp

Conheça o Mundo LEO, o melhor site de conhecimentos de LEO Clubes do Brasil!

bottom of page